A página TH está disponível para os navegadores: Google Chrome, Ópera, Firefox, Edge e Internet Explorer nas versões 10 e 11 .

Cobrança

14 de set, 2015

Greve dos Correios – Como driblar os efeitos e manter os resultados de cobrança?

Planejamento tem sido a palavra do ano no mercado de Crédito e Cobrança, visto que a economia brasileira tem apresentado cenários controversos e desafiadores. No segundo trimestre, o Brasil apresentou crescimento negativo de 0,6%, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o que caracteriza uma recessão técnica e provoca impacto em todos os segmentos da economia. Assim, além de lidar com uma crise na indústria, já que o poder de consumo da população caiu consideravelmente, visto que a restrição ao crédito tem sido estrategicamente reduzida, vários setores da economia apresentam dificuldades e, em alguns casos, resultam até em greve, como ameaçam os funcionários dos Correios, o que geraria um significativo impacto nos negócios de assessorias de cobrança.

Com exclusividade ao Blog Televendas e Cobrança, a assessoria de imprensa da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) informou que a categoria está em campanha salarial até dia 15, quando será realizada assembleia para definir os rumos da entidade. Além do aumento salarial linear de R$ 300, referente ao reajuste da inflação, os trabalhadores pedem também a revisão dos planos de saúde, do fundo de pensão, entre outras reivindicações, como melhor condição de trabalho. Assim, como ainda não obteve respostas, é provável que a paralisação do serviço de entrega ocorra depois do dia 15.

Diante do monopólio dos Correios, que de acordo com a Lei 6.538/78 detém a exclusividade no serviço de entrega de cartas pessoais e comerciais, cartões-postais e correspondências agrupadas (malotes), resta às empresas de cobrança reavaliarem seus planejamentos estratégicos e adotarem um plano de contingência.

O envio de boletos apresenta resultados expressivos em carteiras com mais de mil dias de atraso. Para este tipo de recuperação, não adianta aumentar, ainda que temporariamente, o número de PAs (postos de atendimento), mas vale apostar em tecnologia. O envio de SMS com código de barras para pagamento da dívida e o voice são duas alternativas ao envio de boletos. Mas para que tenham efetividade, sejam capazes de manter o desempenho e minimizem o prejuízo, é necessário também investir em enriquecimento cadastral focado em celular.

Diante da Greve dos Correios, a Sistemas TH, principal bureau de informações do país, e referência em soluções tecnológicas, desenvolveu um planejamento estratégico, visando disponibilizar acesso as mais completas bases cadastrais do mercado: (330 milhões de telefones atualizados), de forma rápida, desenvolvendo customizações que reduzam o impacto da Greve dos Correios. A empresa conta ainda com uma riquíssima base de e-mails validados, outro canal alternativo para o envio de boletos, e garante o rápido retorno de informações para o contratante.

 

admin

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

E-mail cadastrado com sucesso!



Leia também