A página TH está disponível para os navegadores: Google Chrome, Ópera, Firefox, Edge e Internet Explorer nas versões 10 e 11 .

Cobrança

2 de Maio, 2017

O que fazer quando não se consegue localizar o cliente devedor?

Em uma das maiores recessões das últimas décadas, o Brasil viu grande parte da sua população economicamente ativa ser desligada das empresas. Com a redução das vendas, muitas companhias se viram obrigadas a demitir, de forma que a recolocação se tornou mais onerosa para estes profissionais (fazendo com que muitos destes se tornassem inadimplentes). Visando reduzir os impactos desta crise, a maioria das instituições financeiras do país “congelaram” novas concessões /empréstimos, tornando primordial a melhora da recuperação do crédito para o alcance das metas financeiras.

Se observamos a inadimplência registrada pelo Banco Central em 2017, tivemos uma pequena redução (7,02% – 1º trimestre de 2017 contra 7,21% em 2016). Mas se os indicadores se mantiveram estáveis, significa que os devedores estão pagando suas dívidas? De forma macro, sim, contudo, qual foi o esforço necessário para a obtenção destes resultados? Estimasse que em 2015, uma assessoria de cobrança precisaria realizar de 1 a 5 tentativas para se obter uma promessa de pagamento – hoje, se faz necessário realizarem (no mínimo) de 15 a 30 contatos – encarecendo drasticamente a recuperação de crédito e corroendo as margens financeiras dos Contact Centers.

Dentre as dificuldades para o contato e obtenção de uma promessa de pagamento podemos citar, o aumento do ticket médio (e do atraso das dívidas), além é claro das mudanças sócio econômicas do devedor, que influenciam diretamente em constantes alterações dos seus telefones e endereços. Outro ponto, é que os clientes “aprendem” a se deslocalizar – tudo isso, cria a equação perfeita para às infrutíferas tentativas de negociação!

Visando maximizar os indicadores de CPC (Contato com a Pessoa Certa), muitas empresas fazem o “arroz com feijão”, contratando diversos bureaus (as vezes mais de 8), na esperança de receberem dados que possibilitem o contato com o cliente – essa estratégia não é garantia de sucesso, pelo contrário, pois acaba “poluindo” a base de dados, impossibilitando que o Control Desk consiga determinar qual telefone priorizar no discador

Nenhuma empresa de enriquecimento cadastral conseguirá garantir a localização do devedor de alta criticidade apenas por uma atualização via troca de arquivos, web service ou web browser – mas o que fazer, quando todas as tentativas para se localizar um cliente devedor já foram realizadas (e sem sucesso)? Diante do cenário exposto, o melhor a se fazer é a localização via contact center! Empresas de cobrança sempre tiveram como meta a implementação de células internas para uma localização depurada, contudo, devido aos altos custos, muitas acabam migrando seus operadores para a cobrança e desativando este serviço.

Sabendo deste cenário, a Sistemas TH, bureau com mais de 15 anos de mercado e que atende os principais players do segmento de crédito e cobrança do país, criou a única central de atendimento do Brasil especializada na localização de clientes real time – contando com profissionais especializados, esta operação tem como meta realizar a localização interna, retornando às Assessorias apenas os telefones realmente efetivos, que que possibilitarão às empresas o início das negociações. Tudo isso para maximizar os indicadores de CPC, e por consequência, da recuperação do crédito (além da redução dos custos com Telecom e operadores improdutivos).

Para obter informações gratuitas.

Acesse: http://www.sistemasth.com.br/localizacao-de-clientes-real-time-telefone-hot

admin

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

E-mail cadastrado com sucesso!



Leia também