A página TH está disponível para os navegadores: Google Chrome, Ópera, Firefox, Edge e Internet Explorer nas versões 10 e 11 .

Estratégia e Modelagem

24 de Maio, 2017

Localização: Aprenda como mensurar a efetividade dos bureaus de enriquecimento

Sua empresa possui relacionamento com bureaus de enriquecimento de dados e não sabe medir a qualidade dos serviços prestados por elas? A Sistemas TH, bureau com alto índice de aprovação no mercado, dá algumas dicas.

Um ponto indiscutível entre especialistas do setor é que a aderência dos dados cadastrais possibilita maior segurança na concessão de crédito e reflete, diretamente, em maior efetividade para futuras ações de cobrança. Todavia, essa aderência só é possível se o bureau possuir um grande parceiro de atualização cadastral. Bureaus com dados estáticos pioram a qualidade dos serviços progressivamente. Isso acontece porque as pessoas e as empresas mudam suas condições socioeconômicas ao longo do tempo e, por consequência, sofrem modificações em seus dados cadastrais – endereços, telefones, emprego etc.

É preciso ter em mente que há dois momentos distintos quando se fala de crédito. O primeiro está associado à própria concessão do credito. O segundo ao processo de cobrança desse crédito. No primeiro momento, as informações cadastrais são recebidas diretamente do proponente e costumam ser de boa qualidade, sob pena da negativa do crédito. No segundo momento, em face do tempo contratual para devolução do crédito e das mudanças que ocorrem nas condições econômicas, não é incomum os dados cadastrais sofrerem modificações e as empresas perderem contato com os devedores, principalmente pela proliferação de empresas no mercado.

Os bureaus, portanto, prestam serviços de grande valia às empresas de crédito e de cobrança. Mas, para saber se está contratando um bureau de qualidade, sugerimos algumas avaliações:

1. Para o segmento de crédito

Verifique a aderência dos dados: faça um backtest, a fim de observar a qualidade das informações retornadas. Para chegar a esse objetivo, crie quatro indicadores:

– Propostas aprovadas pela sua empresa e que seriam aprovadas caso utilizassem empresa de bureau.

– Propostas rejeitadas (por ausência de informações), mas que seriam aprovadas caso utilizassem empresa de bureau;

– Propostas que seriam reprovadas (mas que foram aprovadas por seu motor de crédito); e

– Propostas que seriam aprovadas nesta nova análise (mas que foram reprovadas por seu motor de crédito – conhecido como falso positivo).

Verifique a performance e a estabilidade da plataforma: faça um backtest, afim de observar o tempo de resposta das informações enviadas pela empresa de bureau, pois o tempo para a aprovação de uma proposta é extremamente baixo.

2. Para o segmento de cobrança

No segmento de cobrança, em geral, temos dois tipos de bases: a primeira é enriquecida pelas próprias empresas; a segunda “roda” entre diversas assessorias. Sugerimos alguns testes em função do tipo de base.

Nas bases enriquecidas pelas próprias empresas, recomenda-se o teste de Champion versus Challenger. Para fazer esse teste, basta seguir os passos abaixo:

– Separe duas amostras de características iguais. Para uma delas, realize o enriquecimento dos dados.

– Na sequência, realize as discagens e registre os resultados.

Se, ao final das discagens, o resultado CPC – contato com a pessoa certa – da base não tratada for superior à base tratada, significa que essa carteira não tem necessidade de atualização.

Nas bases que “rodam” entre diversas assessorias, sugerimos duas formas de avaliação das bases:

Offline

– Separe uma base, com dados que você saiba que são bons de CPC, e encaminhe aos bureaus para enriquecimento.

– Cheque o retorno dos arquivos e verifique qual bureau apresentou melhor match (retorno do telefone igual ao do CPC).

É importante ressaltar que o volume de informações recebidas deve ser levado em consideração. A título de exemplo, dois bureaus devolvem os dados. O primeiro retorna dez telefones, com um bom. O segundo retorna três telefones e, igualmente, somente um bom. Embora os dois se equiparem na quantidade de telefones bons, o segundo possibilitou a redução dos custos com Telecom e PA improdutivas.

OnLine

Realize a quebra das massas de dados (pode ser idêntica ou de mesma característica) e encaminhe para enriquecimento cadastral e discagem na operação.

– Tente garantir que as campanhas sejam discadas nos mesmos períodos e horários e que o CPC seja avaliado por telefone e não por CPF.

Para avaliar, some os custos com o enriquecimento cadastral, PA e Telecom e divida pelo CPC obtido. Esse será o custo do bureau.

Independente das sugestões acima, recomenda-se que uma empresa mantenha, no mínimo, três bureaus em sua cascata de fornecedores. Primeiro, porque existem convênios, que uma prestadora pode ter com exclusividade e outra não. Segundo, cada bureau possui uma metodologia de trabalho que resultam em dados mais ou menos atualizados, dependendo da região geográfica.

Diante dos cenários apresentados, a Sistemas TH, bureau de informações com mais de 15 anos de mercado, que atende as principais instituições financeiras e Contact Centers do país, criou uma área de Estratégia e Qualidade, que fornece (gratuitamente) todo o suporte no desenho e desenvolvimento de projetos customizados, com o intuito de maximizar as aprovações de crédito e potencializar os indicadores de localização (CPC), principalmente para aqueles devedores de alta criticidade (alto ticket médio e/ou atraso).

Caso a empresa queira conhecer gratuitamente a solução de enriquecimento cadastral da Sistemas TH ou obter maiores informações sobre a solução da matéria. Acesse: http://www.sistemasth.com.br/contato.php

admin

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

E-mail cadastrado com sucesso!



Leia também